Blog do Marcio Moraes

Histórico

5 ilhas brasileiras onde carros são proibidos

Marcio Moraes

22/09/2016 15h07

Hoje é o Dia Mundial Sem Carro. Já ouviu falar? Esse movimento muito bacana foi criado na França em 1997, e em 2000 várias cidades europeias já tinham adotado o projeto. Aqui em São Paulo há atividades temáticas nesse dia desde 2003, como passeios de bicicleta e até mesmo debates na Câmara dos Vereadores. E eu, pessoalmente, acho importante procurarmos alternativas de transporte que agridam menos o meio ambiente e, de quebra, melhorem o trânsito nas grandes metrópoles.

Então, pensando nesta data, aproveito para falar sobre cinco lugares no Brasil onde é proibido circular com carros em qualquer dia do ano. São cidades perfeitas para você relaxar e deixar para trás a correria e o estresse da cidade grande.

1-      Ilha do Cardoso – São Paulo

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No litoral sul de São Paulo, bem pertinho do Paraná, há uma ilha super sossegada, a Ilha do Cardoso. Grande parte da área é ocupada pela Mata Atlântica. Uma vez que a natureza é a grande atração do lugar, nada mais justo do que proibir os carros, certo? Deixe o seu em Cananéia e vá de barco para a ilha. Trilhas, cachoeiras, forró e poder escolher entre mergulhar no rio ou no mar (ou os dois!) são os destaques desse reduto.

2-      Ilha de Afuá – Amazonas

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Localizada no Arquipélago do Marajó, essa ilha de 40 mil habitantes é conhecida como a “Veneza amazônica”. Ela é cheia de várzeas, alagadas durante as cheias, e por isso nenhum carro passa por ali. Nas ruazinhas estreitas, circulam apenas bicicletas e bicitáxis – “magrelas” de três ou quatro rodas com cabines, capazes de transportar até quatro pessoas ao mesmo tempo.

3-      Ilha do Mel – Paraná

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para ir à Ilha do Mel, deixe seu carro em um estacionamento em Paranaguá e atravesse o mar de barco. Todos os trajetos dentro da ilha devem ser feitos à pé ou de bicicleta. Mas fique tranquilo: as trilhas são muito seguras e sinalizadas. A vila Nova Brasília tem maior estrutura hoteleira, e a praia Encantadas também faz muito sucesso: o mar é calminho e ali perto tem a Gruta das Encantadas, que recebeu esse nome pela lenda dela ser habitada por sereias.

4-      Ilha Grande – Rio de Janeiro

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Não há pontes, nem balsas para Ilha Grande. Para chegar lá, o carro pode ficar em Paraty, Angra dos Reis, Conceição de Jacaré ou em Mangaratiba. Além das praias, não perca as lagoas Azul e Verde, um dos únicos lugares onde são encontrados corais esverdeados, a Gruta do Acaiá e o Pico do Papagaio, que tem 982 metros de altura e uma vista de cair o queixo. O grande destaque é a praia Lopes Mendes, que está entre as 10 melhores do mundo pela TripAdvisor. Ela é muito bonita e totalmente selvagem, sem nenhuma construção.

5-      Ilha de Tinharé – Bahia

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No litoral baiano, pertinho de Boipeba, a Ilha de Tinharé é um paraíso tropical. Seu espaço é tomado por praias e pela Mata Atlântica, além de pousadas, hotéis, lojinhas de artesanato e casas de veraneio. Para preservar tudo isso, a entrada de carros é proibida. Isso torna a ilha mais tranquila. Aproveite as paisagens maravilhosas e o terreno plano para fazer caminhadas.

Sobre o blog

Para viajar sem sair de casa. O blog do Marcio Moraes apresenta lugares fascinantes para inspirar o imaginário do viajante. Por meio de dicas, o leitor viverá as melhores experiências dos destinos com restaurantes, hot spots e listas capazes de ampliar horizontes. Que tal entrar em contato com novas culturas e desbravar pelo mundo em um clique? Embarque nessa viagem!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Blog do Marcio Moraes
Topo