Companhia de Viagem http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br O blog do Marcio Moraes apresenta lugares fascinantes para inspirar o imaginário do viajante. Fri, 22 Sep 2017 16:11:45 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 São Petersburgo a pé: conheça a Veneza do Norte caminhando http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/22/sao-petersburgo-a-pe-conheca-a-veneza-do-norte-caminhando/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/22/sao-petersburgo-a-pe-conheca-a-veneza-do-norte-caminhando/#respond Fri, 22 Sep 2017 11:00:38 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7658 Compartilhei há pouco tempo um roteiro de Moscou a pé e agora chegou a vez de São Petersburgo, a chamada “Veneza do Norte”! Entre canais e pontes românticas, a cidade construída pelo czar Pedro I, o Grande, continua a ser majestosa e deslumbrante. E por que não desbravá-la caminhando? Conheça os pontos estratégicos para turistar no transporte mais antigo de todos: os pés!

Palácio de Inverno/Museu Hermitage

Banhado pelo rio, o Palácio de Inverno é parte do Museu Hermitage, um dos melhores não só do país, mas de todo o mundo. Além dele, há outros cinco palácios e pavilhões que compõe o complexo. O museu foi inaugurado em 1764 por Catarina, a Grande, e traz obras de artistas como Rembrandt, Hals, Veronese, Cézanne, Renoir, Picasso e Matisse.

Foto: DarthArt/iStock

15 minutos – Catedral do Sangue Derramado

A 15 minutos a pé do Palácio de Inverno, está a Catedral do Sangue Derramado. Apesar do nome um pouco assustador, quem é apaixonado pela moscovita Catedral de São Basílio também se apaixonará por essa. Oficialmente Igreja da Ressurreição de Cristo, ela recebeu seu outro nome por estar no local onde Czar Alexandre II foi assassinado.

Foto: ZX-6R/iStock

10 minutos – Catedral de Nossa Senhora de Cazã

Totalmente diferente da parada anterior, a Catedral de Nossa Senhora de Cazã não traz cúpulas coloridas ou douradas. Imponente, o templo ortodoxo teve inspirações da Basílica de São Pedro, em Roma. Apesar de o nome sugerir, a igreja não está localizada em Cazã, ela é chamada assim porque a imagem que ela guarda foi encontrada na cidade.

Foto: Pilin_Petunyia/iStock

15 minutos – Catedral de Santo Isaac

15 minutos de caminhada e você chega à Catedral de Santo Isaac. Porém, não precisa estar muito perto para avistá-la, já que ela possui 102 metros de altura! A maior igreja de São Petersburgo tem capacidade para mais de 10 mil pessoas e sua cúpula dourada contém ouro puro. É muita riqueza!

Foto: Byelikova Oksana/iStock

9 minutos – Palácio Moika

Além de servir de residência para a família Yussupov, o Palácio de Yusupov (ou Palácio Moika) também é conhecido por ser o local onde o místico Grigori Rasputin foi assassinado por membros da corte. Nos dias de hoje, o local recebe conferências, reuniões entre diplomatas e simpósios. E, claro, também é museu!

Foto: Divulgação

7 minutos – Teatro Mariinsky

A uma caminhada de sete minutos, está o famoso Teatro Mariinsky, parada obrigatória para os amantes de ópera e ballet. Eterno rival do Bolshoi, em Moscou, o local se expandiu ao receber um prédio moderno anexado ao antigo, chamado de Mariinsky II. Lembre-se de comprar ingressos para os espetáculos com antecedência.

Foto: A.Savin/Wikipedia Commons

Para conhecer mais a Vezena do Norte, acompanhe o Companhia de Viagem este domingo, às 19h30, na Record News!

]]>
0
Vai viajar com crianças? Confira as dicas mais importantes de segurança http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/20/vai-viajar-com-criancas-confira-as-dicas-mais-importantes-de-seguranca/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/20/vai-viajar-com-criancas-confira-as-dicas-mais-importantes-de-seguranca/#respond Wed, 20 Sep 2017 11:00:41 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7640 Quando viajamos sozinhos é necessário tomar algumas medidas de segurança, mas sabemos que, se algum imprevisto acontecer, conseguimos nos virar. Agora, quando o passeio envolve crianças – sejam filhos, sobrinhos, netos… – , o papo é outro! Precisamos garantir que os pequenos voltem são e salvos de todo tipo de passeio e, para te ajudar nessa tarefa, listei algumas dicas muito importantes!

Foto: Bicho_raro/iStock

1. Planeje

O primeiro passo é sempre planejar. Faça um cronograma, organize as atividades e inclua um pouco da rotina diária, evitando assim as alterações de humor e comportamento devido ao ambiente diferente. É importante também mostrar para as crianças qual é o destino e as atrações que irão visitar, para que elas se familiarizem com o lugar.

2. Consulte o pediatra da família

Sabemos que levar as crianças ao médico é rotina. Mas, antes de viajar, é bom consultar o pediatra da família que já conhece os pequenos para pedir todas as recomendações e se orientar sobre as vacinas necessárias para entrar no destino.

3. Contrate um seguro viagem

É impossível prever como os dias serão, por isso, uma das etapas mais importantes é adquirir um seguro viagem. Desta forma, a família viaja com muito mais tranquilidade e não precisa entrar em pânico se forem pegos de surpresa, como bagagem extraviada ou até uma doença. Se estiver em dúvida de qual contratar, eu recomendo a APRIL Brasil, que já possui quase três décadas de atuação e, com certeza, terá o produto adequado para o perfil de sua família!

4. Adeque os passeios

Os adultos devem ter em mente que sua resistência física não é mesma que de uma criança, ou seja, não dá para extrapolar no tempo de caminhada ou de exposição ao sol. Tenha o cuidado em transformar aqueles passeios mais “chatos”, como museus e exposições, em mais divertidos para os menores, com brincadeiras e jogos.

5. Preste atenção

Para evitar surpresas ruins, preste sempre atenção nas crianças. Se perdê-las em um supermercado já é desesperador, imagine em um destino desconhecido? Por isso, fique de olho principalmente em locais mais lotados. Uma opção é colocar pulseira de identificação para que, se algo venha a acontecer, elas possam ser encontradas.

E aí, pronto para levar os pequenos a bordo? Não se esqueça de contratar um seguro e seguir essas dicas superimportantes!

]]>
0
5 bares secretos ao redor do mundo para você descobrir http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/18/5-bares-secretos-ao-redor-do-mundo-para-voce-descobrir/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/18/5-bares-secretos-ao-redor-do-mundo-para-voce-descobrir/#respond Mon, 18 Sep 2017 11:00:41 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7578 Tudo que é exclusivo traz uma graça a mais, não é mesmo? Isso se aplica aos bares secretos, estabelecimentos que escondem seus endereços para trazer mais emoção e exclusividade aos clientes. Estes locais vieram dos chamados speakeasy, espaços que se “camuflavam” para vender bebidas alcoólicas durante a época da Lei Seca americana, nos anos 1920. Essa onda já chegou ao Brasil, mas no blog de hoje trouxe cinco dos melhores do mundo! Pronto para descobrir quais são eles?

Club 33
Anaheim, Estados Unidos

Ir à Disney e conhecer o Mickey é fácil, mas entrar no Club 33 é quase uma missão impossível. Localizado no parque californiano na cidade de Anaheim, Estados Unidos, o bar secreto da Disney é exclusivo para membros. O bar foi inaugurado em 1967, alguns meses após a morte de Walt Disney. O estabelecimento que passa despercebido está na New Orleans Square.

Foto: Reprodução

Please Don’t Tell (PDT)
Nova York, Estados Unidos

A entrada para Please Don’t Tell (PDT) é através de um antigo telefone público. É necessário discar qualquer número para as portas do estabelecimento se abrirem para você. A decoração do local foi feita para remeter aos anos da Lei Seca e fazer com que os clientes vivam a experiência de entrar em um speakeasy. O local está situado no bairro East Village, em Manhattan.

Foto: Divulgação

28 Hongkong Street
Singapura

Situado em uma rua de Chinatown, em Singapura, o 28 Hongkong Street é um dos melhores bares do país e até do continente. Ele é supersecreto e ficou conhecido através de comentários dos sortudos que o descobriram. O site do local oferece apenas e-mails para os interessados entrarem em contato. Um mistério só!

Foto: Divulgação

Door 74
Amsterdã, Holanda

Como todos os outros da lista, o Door 74, na capital holandesa, não chama atenção por fora. Sofisticado por dentro, o estabelecimento foi o primeiro no estilo speakeasy a abrir na Holanda. Depois de fazer reserva e descobrir o endereço exato, é necessário apertar a campainha para entrar. Mas cuidado para não apertar a do vizinho por engano!

Foto: Divulgação

Evans and Peel Detective Agency
Londres, Inglaterra

Aqui, o bar é na verdade uma agência de detetives. Para entrar no Evans and Peel Detective Agency, é preciso ter um caso misterioso para resolver. Você precisará apresentar o caso no site para obter uma reserva e, na entrada, ainda terá de convencer a importância dele para a pessoa que estiver na recepção. Pronto para bancar o detetive?

Foto: Reprodução

Pronto para descobrir os bares à moda antiga? Diga nos comentários se você já conheceu e gostou de algum speakeasy!

]]>
0
São Petersburgo, o lado mais europeu da Rússia http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/15/sao-petersburgo-o-lado-mais-europeu-da-russia/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/15/sao-petersburgo-o-lado-mais-europeu-da-russia/#respond Fri, 15 Sep 2017 11:00:46 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7618 A Rússia, o maior território do mundo, ocupa dois continentes: a Europa e a Ásia. Por isso, o país traz traços de ambas as culturas e sua identidade continua a gerar polêmica e debates. Hoje, trouxe para vocês o lado da Rússia que mais se assemelha à Europa Ocidental: a cidade de São Petersburgo. Quer saber por quê? É só continuar a ler!

Canais de Veneza x de São Petersburgo

Um dos apelidos de São Petersburgo é “Veneza do norte”. Isso, porque a cidade ostenta lindos canais como os da famosa região italiana e também é repleto de passeios de barco. Minha dica é observar as pontes se levantarem para dar passagem às grandes embarcações à meia-noite, no chamado “midnight cruise”.

Canais de Veneza. Foto: valio84sl/iStock

Canais de São Petersburgo. Foto: ilkercelik/iStock

Versalhes x Peterhof 

Qualquer semelhança entre os palácios Peterhof, em São Petersbugo, e Versalhes, em Paris, não é mera coincidência. Dizem que, após voltar de uma visita ao edifício parisiense em 1717, o czar Pedro, o Grande, voltou com muita inspiração para seu palácio na cidade russa. Peterhof é até chamado de “Versalhes russo”, e não é para menos, né?

Palácio de Versalhes. Foto: VitalyEdush/iStock

Palácio de Peterhof. Foto: Leonid Andronov/iStock

Louvre x Hermitage

O museu Hermitage é constantemente comparado ao clássico Louvre devido às ambas ricas coleções de arte e ao tamanho. Apesar de o museu parisiense ser o mais visitado do mundo, a atração russa não fica muito atrás em quesito de tamanho: são 233.345 metros quadrados, com mais de um milhão de pinturas, além de outros objetos como armaduras medievais e artefatos arqueológicos!

Museu do Louvre. Foto: roman_slavik/iStock

Museu Hermitage. Foto: Grigorev Vladimir/iStock

Holanda x New Holland Island

Este novo espaço cultural, como o próprio nome diz, traz grande semelhança à Holanda. Esses traços vêm dos construtores navais holandeses, trazidos por Pedro, o Grande, para criar a ilha artificialmente em 1730 (ah, ela tem formato de triângulo!). A atração está a apenas 20 minutos a pé do museu Hermitage.

Amsterdã., Holanda. Foto: bhidethescene/iStock

New Holland Island. Foto: alarico/iStock

E aí, o que achou dessas semelhanças? Conhece as facetas da Rússia? Conte nos comentários!

]]>
0
No topo dos arranha-céus mais altos do mundo http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/13/no-topo-dos-arranha-ceus-mais-altos-do-mundo/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/13/no-topo-dos-arranha-ceus-mais-altos-do-mundo/#respond Wed, 13 Sep 2017 11:00:31 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7601 Você já teve a sensação de olhar pela janela e ver o chão bem distante? Com os carros bem pequenos e as pessoas mais ainda, andando pelas ruas? Agora, imagine você não conseguir ver nem isso. É isso o acontece quando você fica no topo dos prédios mais altos do mundo. Separei os cinco maiores arranha céus aqui para mostrar pra você o quão longe do chão podemos ficar sem muito esforço.

1. Burj Khalifa – 828 metros
Dubai, Emirados Árabes

Especialista em esbanjar luxo, é claro que os emiradenses tinham que ser os primeiros da lista. O Burj Khalifa não é só o primeiro da lista, como também chegou a esse posto com uma grande vantagem, com quase 200 metros a mais que o segundo colocado da lista.

Construído entre 2004 e 2009 em Dubai, o prédio serve de espaço para, escritórios, quartos de hotel, apartamentos e plataformas de  observação. E, como se não bastasse, o Burj Khalifa também tem a balada mais alta do mundo, localizada no 144º andar.

Foto: willcao911/iStock

2. Shanghai Tower – 632 metros
Xangai, China

Com uma arquitetura única – essas curvas externas me deixam de queixo caído até hoje – a Shanghai Tower pode não ser o prédio mais alto do mundo, mas tem o recorde de o andar usável mais alto do mundo (587 metros).

Numa parceria entre o escritório americano Gensler e a arquiteta chinesa Jun Xia, a estrutura é, na verdade, um conjunto de nove prédios cilíndricos empilhados. Com sistemas de transporte vertical, a torre é praticamente uma cidade, com capacidade para 16.000 pessoas diariamente e que conta até com piscinas, jardins e restaurantes.

Foto: aiqingwang/iStock

3. Abraj Al-Bait – 601 metros
Meca, Arábia Saudita

Apesar de ser “só” o terceiro mais alto do mundo, o Abraj Al-Bait é dono de um outro recorde bastante interessante: é o prédio mais caro já construído! Mais de U$15 bilhões foram desembolsados na construção da torre, que faz parte do projeto do Rei Abdulaziz para modernizar a cidade.

Em funcionamento desde 2011, o prédio tem relógios gigantes (os maiores do mundo, inclusive!) em todas as laterais do seu topo, e contam ainda com 2 milhões de luzes de LED! Para os peregrinos que vão à Meca, o Abraj tem outro atrativo: um hotel, que está apenas a alguns metros da Grande Mesquita.

Foto: Sapsiwai/iStock

4. Ping An Finance Center – 555 metros
Shezhen, China

Apesar de contar com todos os elementos dos outros gigantes dessa lista, como hotéis, restaurantes e plataformas de observação, o Ping An Finance Center foi construído com um objetivo principal: reunir empresas, de maneira pura e simples, especialmente do ramo financeiro.

Finalizado só no ano passado, o prédio foi, em 2015, palco das aventuras de Keow Wee Loong. O fotógrafo da Malásia é conhecido por escalar prédios, e fez das obras incompletas do Ping An seu desafio. A trajetória foi até documentada pela equipe do projeto Ontheroofs, e ele não foi o único a se arriscar.

Foto: Baycrest/Wikipedia Commons

5. Lotte World Tower – 554 metros
Seoul, Coréia do Sul

Fechando a lista de hoje, mais um gigante asiático. A apenas um metro de distância do quarto colocado, a Lotte World Tower é também a mais recente adição ao grupo.

Com um design inspirado nas cerâmicas coreanas, o prédio foi feito para suportar terremotos de até nove graus na escala Richter, algo incrível para um edifício dessa altura! Assim como seu antecessor na lista, o Ping An, a Lotte World Tower também foi desbravada pelo time do Ontheroofs.

Foto: Divulgação

E você, subiria até o topo desses prédios?

]]>
0
Que mar que nada: mergulhe nas piscinas mais incríveis do mundo http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/11/que-mar-que-nada-mergulhe-nas-piscinas-mais-incriveis-do-mundo/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/11/que-mar-que-nada-mergulhe-nas-piscinas-mais-incriveis-do-mundo/#respond Mon, 11 Sep 2017 11:00:56 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7569 Semana passada a gente já pôde sentir um gostinho do quem vem por aí no verão (São Paulo teve o dia mais quente desde março!), então nada mais justo que já começar a pensar nos nossos planos para as férias. Pensando nisso, eu fiz uma lista com algumas das piscinas mais incríveis do mundo que te farão esquecer o mar! Será que o seu próximo destino está por aqui?

San Alfonso del Mar Resort
Algarrobo, Chile

Considerada a maior piscina do mundo, o complexo conta também com apartamentos para serem alugados. A maior atração, claro, são os mil metros de água que criaram não só a piscina, mas também uma ilha artificial. Algumas áreas são exclusivas para banhistas, enquanto outras podem ser utilizadas até mesmo por barcos!

Foto: Divulgação

Hotel Marina Bay Sands
Singapura

Piscinas de borda infinita por si só já são um atrativo, agora imagina a vista que você deve ter de uma que fica 57 andares acima do chão? Com funcionamento das 6 da manhã até 11 horas da noite, a piscina do Marina Bay Sands possibilita ainda uma visão linda da cidade, refrescos e petiscos e até mesmo óculos de sol para os hóspedes.

Foto: Divulgação

Alila Villas Uluwatu
Bali, Indonésia

Aqui eu nem sei por onde começar. Há meia hora do aeroporto internacional de Ngurah Rai, o Alila Villas Uluwatu incorporou a beleza litorânea de Bali em sua estrutura. Além da piscina de borda infinita com vista para o mar, disponível para todos os hóspedes, algumas das vilas contam com piscinas privativas! Um luxo só.

Foto: Divulgação

Cambrian Hotel & Spa
Adelboden, Suíça

Dentre as várias facilidades do Cambrian Hotel & Spa, a piscina com vista panorâmica para os Alpes Suíços é, com certeza, o maior destaque. Escolhida pelo The Times como uma das 10 piscinas externas mais bonitas do mundo, as águas são aquecidas a 32ºC, então nem o frio das montanhas consegue te afastar de lá. Do lado de dentro, a temperatura das águas chega a 28º, e uma cascata ajuda na circulação da água.

Foto: Divulgação

Katikies Hotel
Santorini, Grécia

Mais uma borda infinita para a lista, dessa vez diretamente das ilhas gregas. O Katikies Hotel conta não só com essa atração maravilhosa, mas com diversas piscinas por todo seu complexo em Santorini. De menores, escondidas por entre as paredes das montanhas, até aquelas com vistas espetaculares para o Mar Mediterrâneo, o que não falta é opção… E como!

Foto: Divulgação

E aí, ficou com vontade de conhecer alguma delas? Lembrando que, no Hemisfério Sul, o verão começa em dezembro, enquanto no Norte só em junho.

]]>
0
De souvenires a artigos de luxo: onde ir às compras em Moscou http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/08/de-souvenires-a-artigos-de-luxo-onde-ir-as-compras-em-moscou/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/08/de-souvenires-a-artigos-de-luxo-onde-ir-as-compras-em-moscou/#respond Fri, 08 Sep 2017 03:00:53 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7592 Muitas vezes viajamos já pensando nas compras que faremos no destino, não é mesmo? Para não perder o tempo de passeio procurando os locais com melhor custo-benefício, é sempre bom já ter em mente quais são os pontos certos! Pensando nisso, escolhi os lugares mais legais para ir às compras no nosso destino da vez: Moscou. Então já prepara o bolso e confira quais são eles!

Rua Arbat

Andar pela Rua Arbat é uma viagem no tempo sem precisar se desligar da cultura jovem. O logradouro, um dos mais antigos do país, esbanja fachadas clássicas e grande movimento de pedestres. Além de contar com restaurantes, lojas de souvenires e bares, o calçadão reúne artistas de rua e museus.

Foto: Gelia/iStock

Central Children’s Store on Lubyanka

Se você irá para Moscou com crianças, não pode deixar de conhecer o Central Children’s Store on Lubyanka! De brinquedos a roupas, o shopping é inteiro feito para os pequenos. Também situado aos arredores do Teatro Bolshoi, o local foi projetado pelo arquiteto Alexey Dushkin e, além das lojas, traz um aquário e uma biblioteca interativa.

Foto: Reprodução

Shopping Gum

Já mencionei o Shopping Gum por aqui na semana passada. O local que antigamente era um mercado está localizado na Praça Vermelha, perto dos outros dois cartões postais Kremlin e Catedral de São Basílio. Na hora de fazer suas compras, não deixe de admirar o teto de vidro projetado pelo arquiteto Vladimir Shukhov.

Foto: Yury Gubin/iStock

Petrovsky Passage

Outra obra de Shukhov, a Petrovsky Passage é uma loja de departamento que reúne diversas marcas de grife, como Marc Jacobs, Alberta Ferretti e Jean-Paul Gaultier. Inaugurada em 1906, a loja está localizada atrás do Teatro Bolshoi e é um dos estabelecimentos mais caros da capital russa.

Foto: Divulgação

Rua Kuznetsky Most

Uma das ruas mais antigas do centro de Moscou, a Kuznetsky Most é um dos principais pontos de compra da cidade. A rua de pedestres traz lojas, livrarias, bares e restaurantes aconchegantes. Durante o verão, ela atrai movimento até tarde da noite, então, esta região pode ser a última a ser visitada no seu roteiro de compras.

Foto: Moreorless/Wikipedia Commons

Agora você já pode pegar uns rublos a mais e trazer o melhor de Moscou para casa! E para ficar ainda mais por dentro da capital russa, assista ao Companhia de Viagem neste domingo, às 19h30, na Record News!

]]>
0
Você dá gorjeta do jeito certo quando viaja? http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/06/voce-da-gorjeta-do-jeito-certo-quando-viaja/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/06/voce-da-gorjeta-do-jeito-certo-quando-viaja/#respond Wed, 06 Sep 2017 11:00:58 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7558 Você costuma dar gorjeta em restaurantes, hotéis ou outros passeios durante suas viagens? O costume de dar um “trocado” como agradecimento ao serviço depende da cultura do país ou até de uma pequena região. Por isso, às vezes deixamos de dar esse dinheiro a mais com medo de ofender, mesmo quando estamos muito satisfeitos com atendimento. Para acabar com a dúvida, contarei um pouco sobre a etiqueta de gorjeta em alguns outros países!

Foto: Get Up Studio/iStock

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, um dos destinos preferidos dos brasileiros, a gorjeta é levada muito a sério. Em táxis e restaurantes, é esperado que o cliente dê de 15 a 20% do valor após a refeição. Se for um bar, a pessoa desembolsa um dólar por drink. No serviço de hotel, o valor depende da função, mas varia entre US$1 e US$4. Minha dica é não ignorar essa regra social, porque é considerado falta de educação no país!

França

A frase “service compris”, que significa serviço incluso, é muito comum no país. Ou seja, a maioria dos restaurantes na França já inclui o atendimento na conta, mas a gorjeta é bem aceita, caso o cliente se sinta muito satisfeito com o atendimento. Neste caso, você pode escolher entre 10% da conta ou um valor entre 2 e 5 euros.

Emirados Árabes Unidos

A regra estadunidense de 15 a 20% nos restaurantes vale também para os Emirados Árabes Unidos. Em Dubai, assim como no Brasil, os locais costumam acrescentar direto na conta os famosos 10% de serviço. Na cidade, taxistas não costumam pedir, mas é bom dar uma nota de 5 dirhams.

África do Sul

Na África do Sul, o mais comum é pagar diretamente à pessoa que te atendeu. Nos restaurantes, o ideal é dar de 10 a 15% para o garçom. Os taxistas esperam 10%, e os guias 25 rands por pessoa. Caso um guarda com identificação cuide do seu carro enquanto está estacionado – as autoridades do país empregam estes ‘seguranças de carros’ mas sem salário –, pague de 15-20 rands.

Austrália

Na Austrália, os funcionários não esperam gorjeta como em outros países onde a regra é mais universal, como os EUA. Um dos motivos é pelos bons salários que garçons e outras profissões na área de serviços recebem. Então, é possível que recusem o dinheiro. Porém, se optar dar a gorjeta, o ideal é 10% para quem o atendeu.

Foto: Jack F/iStock

Tem alguma história para contar sobre esse costume em outros países? Compartilhe nos comentários!

]]>
0
Você sabe qual é o voo mais curto do mundo? http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/04/voce-sabe-qual-o-voo-mais-curto-do-mundo/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/04/voce-sabe-qual-o-voo-mais-curto-do-mundo/#respond Mon, 04 Sep 2017 16:46:10 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7567 Ninguém merece passar horas e horas em uma poltrona de avião para chegar em seu destino final, certo? No começo do ano, a Qatar Airways deu início à rota entre Doha e Auckland, que pode levar mais de 17 horas e leva o título de mais longo do mundo! Mas, e os voos mais curtos? Até que ponto vale à pena pegar um avião para seu destino?

Separei aqui uma lista com os cinco voos mais curtos do mundo e se prepare: é melhor ir ao banheiro antes de embarcar.

Foto: Divulgação

Connemara – Inishmaan (Irlanda)
16,7km – até 6 minutos

Operado pela Aer Arann, o longo voo entre a cidade irlandesa e a uma das Ilhas de Aran é a única forma de se fazer o percurso. Com uma frequência de três vezes ao dia, o trajeto de ida e volta custa U$54.

Foto: santirf/iStock

Hoolehua – Kalaupapa (Havaí)
14,1km – até 10 minutos

O voo da Pacific Wings é o único da América do Norte na lista dos mais curtos. Em até 10 minutos, o monomotor com capacidade para até nove passageiros faz a travessia entre as duas ilhas com uma vista de cair o queixo do Oceano Pacífico.

Foto: unclegene/iStock

Minamidaito – Kitadaito (Japão)
11,2km – até 15 minutos

Quatro vezes por semana, os 39 passageiros têm a oportunidade de voar entre as duas ilhas japonesas à bordo de um Bombardier operado pela Ryukyu Air Commuter. O bimotor de asas altas é um dos modelos mais conhecidos do mundo, em voo desde 1983!

Foto: bee32/iStock

Caye Chapel – Caye Caulker (Belize)
3,8km – até 2 minutos

Como se não bastasse toda a beleza caribenha, ainda é possível observar tudo isso de cima no percurso entre as ilhas de Caye Chapel e Caye Caulker, em Belize. Em dois minutos, é possível ir de um aeroporto ao outro – um deles inclusive particular!

Foto: leonardospencer/iStock

Westray – Papa Westray (Escócia)
2,7km – até 2 minutos

Seis vezes por semana, oito passageiros por vez têm a oportunidade de fazer parte do voo mais curto do mundo: em dias de tempo bom, o voo dura 47 segundos! Apesar de o trajeto entre as ilhas poder ser feito de balsa (com duração de 30 minutos), a passagem aérea custa apenas U$30, e poder ser parte de um evento desse vale totalmente à pena.

Operando desde 1967, ano passado a rota celebrou seu passageiro de número 1 milhão! Apesar da fama, o voo da Loganair é essencial para a população da região, que o usa diariamente.

Foto: ian35mm/iStock

E aí, você toparia fazer um voo desses?

]]>
0
Moscou a pé: explore o coração da capital russa caminhando http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/01/moscou-a-pe-explore-o-coracao-da-capital-russa-caminhando/ http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/2017/09/01/moscou-a-pe-explore-o-coracao-da-capital-russa-caminhando/#respond Fri, 01 Sep 2017 11:00:05 +0000 http://companhiadeviagem.blogosfera.uol.com.br/?p=7534 Nada melhor do que conhecer um lugar novo e se exercitar ao mesmo tempo, não é? Em lugares com vários pontos turísticos pertinho uns dos outros, é legal aproveitar para passear a pé ou pedalar, enquanto admira as paisagens durante o trajeto. O Companhia de Viagem embarca com destino à Rússia neste sábado – às 19h, na Record News – e começa mostrando os encantos de Moscou. Para quem quer explorar a capital russa sem depender do transporte público, trouxe o roteiro perfeito pelo coração da cidade!

Kremlin

A fortaleza com nome de doce de padaria, símbolo do poder político da Rússia, é a nossa primeira parada. As paredes vermelhas da edificação escondem segredos, túneis subterrâneos e até passagens secretas! Entre as duas mil pessoas que já chamaram a edificação de casa, estão czares e líderes políticos como Vladimir Lênin (1870-1924) e Josef Stalin (1878-1953), símbolos da revolução comunista que hoje estão enterrados na cidadela.

Foto: artolympic/iStock

10 minutos – Catedral de São Basílio  

Também situada na Praça Vermelha, a Catedral de São Basílio e suas cúpulas são, talvez, o ponto mais querido por quem busca conhecer a capital russa. O cartão-postal é herança de Ivan, o Terrível (1530-1584). Reza a lenda que o primeiro czar do país ordenou que o arquiteto tivesse seus olhos removidos para, assim, nunca criar algo mais belo! Com diferentes cores e formas geométricas, os domos dispostos em minicapelas são a marca registrada de um dos principais cartões postais da cidade.

Foto: Max Ozerov/iStock

3 minutos – Shopping Gum

Logo em frente aos muros vermelhos do mausoléu, está o shopping GUM, um edifício majestoso e um dos principais pontos de consumo da capital russa. O prédio é um antigo mercado que foi transformado em shopping. Aqui, não deixe de olhar para cima, porque o teto foi projetado pelo arquiteto Vladímir Shukhov.

Foto: Kwong Yee Cheng/Flickr

3 minutos – Mausoléu de Lênin

Outro ponto da Praça vermelha é o Mausoléu de Lênin, bem pertinho do principal shopping center de Moscou. Como o nome indica, o lugar abriga o corpo embalsamado do fundador da URSS. Na atração, é proibido tirar fotos ou fazer movimentos bruscos. Acredite se quiser: a múmia de Lênin está exposta no local desde 1924, ou seja, ele está mesmo no formol! Quem tiver pique, pode ainda visitar a Catedral de Cazã e o Museu Histórico do Estado, um do lado do outro.

Foto: vagant/iStock

10 minutos – Teatro Bolshoi

Com dez minutos de caminhada, saindo da Praça Vermelha, é possível chegar no Teatro Bolshoi. Quem gosta de óperas e ballet clássico e vai à cidade com tempo de sobra, tem a obrigação de assistir a um espetáculo no edifício! O prédio abriu suas portas ao público na época em que Alexandre II governava, em 1856, com a ópera I puritani, de Vincenzo Bellini.

Foto: Serjio74/iStock

E aí, pronto para a caminhada? Não esqueça de embarcar nesse destino lindo com o Companhia de Viagem este sábado, às 23h30, na Record News!

]]>
0