Companhia de Viagem

Arquivo : america

Conheça o avião que virou uma suíte de hotel
Comentários Comente

Marcio Moraes

Viajando pela Costa Rica descobri uma hospedagem que vale o post. O Hotel Costa Verde, perto da cidade Quepos, resgatou um Boeing 727 de 1965 completamente abandonado no Aeroporto Internacional Juan Santamaría, o principal do país, a 18 quilômetros de San José. O avião costumava ser operado pelas companhias aéreas South Africa Air e Avianca Airlines.

Avião que virou hotel na Costa Rica

Divulgação

 Em 2008, a aeronave foi cuidadosamente desmontada e transportada por cinco caminhões até o Parque Nacional Manuel Antônio, dentro do Hotel Costa Verde, onde foi reconstruída. Então, foi transformada na suíte mais especial do hotel, em cima de um suporte de mais de 15 metros de altura.

Dormitório de avião que virou hotel na Costa Rica

Divulgação

O apartamento é composto por dois quartos, dois banheiros, cozinha e sala de jantar. Na asa direita, um deck de madeira tem vista para a floresta e o mar, a vista perfeita para acompanhar o pôr do sol  e uma boa taça de vinho.

Avião que virou hotel na Costa Rica

Divulgação

Para manter o clima rústico, o interior da suíte é de madeira, e os móveis feitos à mão vieram todos da Indonésia. Da janela, pra completar, tive a sorte de vislumbrar macacos e tucanos na floresta. É o lugar perfeito para desfrutar da natureza costarriquenha!

Interior de avião que virou hotel na Costa Rica

Divulgação


Caminhe pelo passado nas ruas de Havana, capital cubana
Comentários Comente

Marcio Moraes

Caro amigo,

Por trás de um bloqueio econômico norte-americano, um arquipélago localizado no mar do Caribe e até então isolado do mundo capitalista mostra sua força para o turismo. Considerada por muitos como um país “não visitável”, Cuba tem atraído cada vez mais turistas interessados em seu passado – até novembro de 2015, um recorde havia sido estabelecido com cerca de 3,1 milhões de visitantes. Não é por menos. Caminhar pelas ruas de Havana é ser transportado para a década de 50, em uma singularidade que apenas a capital pode proporcionar.

Divulgação

Divulgação

Ao contrário do que muitos pensam, Cuba se abriu para o turismo em 1989, depois do fim da União Soviética. O crescimento exponencial levou o setor como a segunda atividade econômica mais forte do país. Por isso, não estranhe encontrar bastantes estrangeiros no centro histórico de Havana, sobretudo nos arredores do grandioso Capitólio, sede do governo após a Revolução Cubana de 1959.

Divulgação

Divulgação

Hoje, El Capitólio funciona como museu e, assim como grande parte dos edifícios do país, passa por constantes restaurações. Não muito longe, a Plaza Vieja é outra atração interessante para ambientar-se com Cuba, com suas casas coloniais e diversos bares e restaurantes. Por ali, você também encontrará o Museu do Chocolate e a Cervejaria Plaza Vieja, ideal para saborear uma boa cerveja artesanal.

Divulgação

Divulgação

Após um bom almoço na Plaza Vieja, aproveite para caminhar até o cartão-postal de Havana: El Malecón. Um imenso calçadão ao longo da orla cubana para curtir a brisa do mar ou apreciar o pôr do sol. Se de um lado você poderá avistar a fortaleza colonial Castillo Del Morro, do outro chegará ao vibrante bairro El Vedado, que faz parte do município onde está localizada a Plaza de La Revolución. Foi ali que Fidel Castro discursou em diversas ocasiões e o Papa Francisco realizou uma missa, em 2015.

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Apesar de soar um tanto macabro, visitar o Cemitério de Colon também vale a pena, tendo em vista a impressionante beleza de sua arquitetura. Ele é considerado o mais importante cemitério da América Latina – em segundo lugar está o La Recoleta, de Buenos Aires.

Divulgação

Divulgação

Por fim, Cuba reserva não só uma imersão histórica, como também grandes espaços artísticos para acrescentar em seu roteiro. Destaco o Museu Nacional de Belas Artes de Cuba, o Teatro Nacional de Cuba e a grandiosa arquitetura do Gran Teatro de La Habana, casa do Ballet Nacional do país.

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Vamos para Cuba?

Forte abraço!


Conheça o recanto das celebridades no Arizona
Comentários Comente

Marcio Moraes

Caro amigo,

A região norte do Arizona guarda uma preciosidade pouco conhecida nos roteiros de viajantes comuns, mas muito cobiçada por celebridades. A cidade de Sedona é o refúgio de artistas como Al Pacino, Cher e Gisele Bündchen e é conhecida por sua aura mística, que atrai endinheirados em busca de conexão espiritual.

Divulgação

Divulgação

Sedona tem pouco mais de dez mil habitantes e serviu como set de filmagem de Hollywood nas décadas de 40 e 50. Não é por menos. A charmosa vila é um pontinho no meio da imensidão de montanhas rochosas avermelhadas, chamadas Red Rocks, que dão um tom verdadeiramente cenográfico à paisagem. Além disso, a cidade é conhecida por possuir oito vórtices, centros de energia nos topos das rochas que, teoricamente, transmitem boas vibrações para quem se arrisca a encontrá-los. Para entender melhor a magnitude das formações rochosas, invista em um voo cênico pela região e deixe-se maravilhar, mais uma vez, pela natureza deste estado tão impressionante.

Foto: Thais Ritli

Foto: Thais Ritli

Quem curte adrenalina não pode deixar de fazer um passeio radical pelas rochas avermelhadas a bordo de um Jeep. A empresa Pink Jeep Tours realiza roteiros de tirar o fôlego desde 1960, com guias experientes e muito divertidos.

Foto: Thais Ritli

Foto: Thais Ritli

O antigo lar das tribos Senogua, Apache, Hopi e Navajo abriu os braços para caubóis e hippies, que construíram uma cidade super alto-astral. No centrinho, charmosas lojas vendem artefatos indígenas e souvenires de cristais super originais, além dos tradicionais tapetes tecidos pela tribo Navajo, verdadeiras obras de arte.

Divulgação

Divulgação

Sedona também concentra os melhores Spas do Arizona, que têm tudo a ver com a atmosfera relaxada e mística do lugar. Destaque para o espaço de beleza do L´Auberge de Sedona, considerado pela Conde Nast Traveller um dos melhores spas de hotéis dos Estados Unidos. No Spa at L´Auberge, o cliente pode preparar, ele mesmo, as infusões, os óleos e os esfoliantes que serão utilizados no tratamento. Além disso, o hotel organiza sessões de ioga à beira do riacho Oak ao entardecer.

Foto: Thais Ritli

Foto: Thais Ritli

Espero ter conseguido mostrar um pouquinho da atmosfera mística e esotérica desta região do Arizona. É o destino perfeito para recarregar as energias e começar um ano maravilhoso!

Grande abraço.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>