Companhia de Viagem

Arquivo : Barbados

Top 10: melhores atrações de Barbados
Comentários Comente

Marcio Moraes

Terra da Rihanna, Barbados é o verdadeiro paraíso tropical! O país mistura a beleza das praias caribenhas, de areia branca e mar cristalino, a uma cultura vibrante, com muita música, dança e cores. Fiquei encantado com a alegria do povo de lá. As paisagens deslumbrantes e toda a bagagem étnica fazem com que esse seja um destino perfeito para uma viagem romântica, em família ou com amigos.

A língua oficial é o inglês mesmo, mas há outros três dialetos, o hindi, o bhojpuri e o bajan, que aparece em algumas partes da música Work, da Riri. E atrações de todos os tipos não faltam. Então escolhi os 10 melhores programas para quem quer conhecer a ilha caribenha e shine bright like a diamond (ou brilhar como um diamante, traduzindo livremente a música da cantora).

Crop Over – Festa da Colheita – Bridgetown Market

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Barbados é o palco de um dos maiores festivais de colheita do mundo, o Crop Over, que marca o fim da temporada da cana-de-açúcar. As comemorações começam em maio e vão até a primeira semana de agosto, com shows de canto, dança e blocos de desfile de rua. O evento é marcado por muita música barbadiana e cores vibrantes, com direito a tinta e pó colorido. Se der sorte, você ainda pode encontrar a Rihanna por lá, já que a cantora nunca perde a festa e sempre se veste com os trajes típicos, parecidos com os das passistas do carnaval brasileiro.

Surf em Soup Bowl – praia de Bathsheba

Surf-em-soup-bowl-barbados

Foto: Divulgação

Qual surfista nunca sonhou em pegar ondas caribenhas? Na praia de Bathsheba, há o chamado Soup Bowl, ponto onde ondas com mais de 3 metros de altura impressionam os apaixonados por surf do mundo inteiro, principalmente entre novembro e fevereiro. Entretanto, Barbados é conhecido por ser propício para o surf o ano todo! Lá acontecem diversos campeonatos, então vale a pena visitar e assistir a surfistas profissionais se arriscando com suas pranchas.

Island Safari – Costa leste de Barbados

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quer explorar a fundo a natureza barbadiana? Então uma boa ideia é participar de um island safari feito com jipes 4×4. Além do trajeto ser uma ótima aventura por si só, o passeio te leva para conhecer florestas e praias que não costumam estar nos roteiros habituais dos turistas por serem pontos de difícil acesso.

Preço: a partir de 200 reais

A destilaria do rum mais antigo do mundo – Bridgetown

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Sabia que o rum foi criado em Barbados? Mantendo a bebida como tradição, o país tem quatro destilarias e três fábricas com visitações abertas. Mount Gay, em Bridgetown, é a mais famosa delas e a mais antiga do mundo, em funcionamento desde 1703. Os turistas podem escolher entre três tipos de tour: simples, com degustação de coquetéis ou com jantar completo.

Preços: R$ 30 (tour tradicional) / R$ 160 (com degustação) / R$ 200 (jantar completo)

Passeio de Catamarã – Costa leste de Barbados

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pra mim, passear de barco é, sem dúvidas, uma das melhores maneiras de conhecer o país. Na costa oeste da ilha caribenha, há lugares apenas acessíveis pelo mar. Logo, os catamarãs são populares e levam turmas a partir de 12 pessoas para explorar a ilha, com direito a parada para mergulhar com snorkel e nadar com tartarugas.

Preço: R$ 140

Dançar no Harbour Lights – St. Michael

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A música é grande parte da cultura barbadiana e está presente em todos os lugares, até nas ruas. O ritmo calypso é um dos mais populares e realmente lembra a banda Calypso aqui do Brasil. Já o soca parece ser uma versão mais eletrônica para baladas. Para curtir a tradição, vale visitar os festivais frequentes no país, mas também há outra opção que dura o ano inteiro: o Harbour Lights, uma casa noturna com shows interativos. As festas acontecem na areia da praia e acompanham churrasco e diversos drinks. Nessas horas a piña colada faz bastante sucesso.

Preço da entrada: R$ 100

Mercado de Oistins – Oistins

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A culinária caribenha não pode ficar de fora do roteiro. No pequeno vilarejo Oistins há um mercado de peixes famoso. Quiosques e pequenos restaurantes preparam a especialidade da área: peixe frito. O mais pedido é o peixe-voador. Aos fins de semana, o mercado também recebe atrações musicais que completam o clima barbadiano.

Preço: R$ 50 (um prato bem servido de peixe frito e bebida)

Andar de submarino – Bridgetown

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Esse é um mergulho bem diferente de tudo o que você já fez, nem precisa se molhar! E é preciso fazer reservas com antecedência para andar no Submarino Atlantis. Os passageiros descem até a profundidade de cerca de 55 metros abaixo do nível do mar e, por uma hora, se deslumbram com a vida marinha e os navios naufragados. O trajeto realizado na costa sudeste do país pode ser feito durante o dia, para ver melhor os peixes, ou à noite, quando o show fica por conta dos corais.

Preço: R$ 320

Fazer compras em Lime Grove – St. James

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Lime Grove é uma espécie de shopping a céu aberto, perfeito para um agradável dia de compras. Há várias lojas de grifes famosas, como Ralph Lauren, Bvlgari, Michael Kors e Burberry. O melhor é que em Barbados os turistas não pagam os impostos, então é só apresentar o passaporte e é como se todos os lugares fossem um duty free!

Cidade histórica de Bridgetown – Bridgetown

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Bridgetown é a maior cidade de Barbados. Desde 2011, a capital é considerada um Patrimônio Mundial da UNESCO, logo, é legal conhecer alguns pontos turísticos e históricos. O prédio do Parlamento de Barbados, de 1639, é um dos mais visitados e funciona como museu de história nacional. A zona portuária também tem destaque: é por lá que são exportados melaço, cana-de-açúcar e rum, as principais fontes de renda do país. Os cruzeiros também chegam por esse porto, com ótima vista para tirar fotos!

Ficou a fim de ir? Saiba quanto custa:

R$3.469 – passagem de avião da classe econômica

R$3.500 – uma semana de hospedagem no Blue Horizon Hotel

Valor total do roteiro: aproximadamente 8 mil reais por pessoa.

 

 


Os principais destinos para apreciadores de rum
Comentários Comente

Marcio Moraes

“Isso não é um sonho. Se fosse, haveria rum”– a frase de Jack Sparrow, protagonista da série cinematográfica Piratas do Caribe, evidencia a paixão dos corsários pelo néctar alcoólico feito da cana-de-açúcar. De fato, o rum é a bebida preferida dos marujos desde o século XVII, principalmente pela coragem que traz junto com seu alto teor de álcool. Mas, será que o drinque agrada apenas os piratas?

Embora antigo, o rum continua agradando os paladares. Segundo a Associação de Destilarias do Kentucky, desde 2010, o consumo da bebida cresceu 35% e a produção aumentou tanto que os barris de carvalho estão até em falta!

Preparei uma lista com os países que devem estar na mira daqueles que querem provar os melhores runs do mundo!

1- Barbados

Foto: Drew Stephens

Foto: Drew Stephens

O lugar onde, teoricamente, foi produzido o primeiro rum do mundo merece destaque nessa lista! Em toda a ilha caribenha, você encontra passeios totalmente dedicados a bebida. São quatro destilarias e três fábricas que oferecem visitação. Aberta desde 1703, Mount Gay, em Bridgetown, é a mais antiga do mundo ainda em funcionamento.

2- Índia

Foto: George Koshy

Foto: George Koshy

Apesar de não ser muito reconhecida por seu rum, a Índia é o país que mais consome o drinque no mundo! A marca local mais famosa por lá é a Old Monk, que lidera o mercado há anos com suas bebidas envelhecidas por, no mínimo, oito anos. A paixão é tão grande que os soldados do exército indiano recebem rum como parte do salário!

3- Filipinas

Foto: Fabian Schmidt

Foto: Fabian Schmidt

Ao pensar em rum, você também se lembra dos lugares tropicais que eram visitados por piratas, não é? Logo, o cenário tropical filipino combina perfeitamente com a bebida! Hoje, algumas marcas locais de rum entram nas listas de mais vendidas do mundo, como a Don Papa.

4- Haiti

Foto; Steve Bennett

Foto; Steve Bennett

O rum haitiano ganha destaque no mercado por sua técnica de produção diferenciada. Além de ser feito a partir do caldo da cana-de-açúcar, as indústrias locais ainda seguem um processo de produção similar ao do conhaque, que é destilado duas vezes. O favorito dos consumidores é o Rhum Barbancourt.

5- Cuba

Foto: Andrea Donato

Foto: Andrea Donato

O rum cubano é um clássico! Com sua produção legalizada desde 1539, as marcas naturais de Cuba já se espalharam pelo mundo. O Havana Club, por exemplo, é um dos mais procurados! A bebida é tão popular por lá que derivou outros drinques famosos, como o Cuba Libre, que leva rum, Coca-Cola e limão, e o Mojito, feito de rum branco, limão, hortelã e água com gás.

6- Guiana

Foto: Steve Bennett

Foto: Steve Bennett

O segredo do rum produzido na Guiana, na verdade, está em uma marca específica. O El Dorado foi considerado por quatro anos seguidos o melhor rum do mundo pela International Wine and Spirit Competition! Os amantes da bebida não podem deixar de saboreá-lo para tirar a prova dos nove. Na capital do país, Georgetown, você ainda pode visitar a Destilaria Demerara, onde o famoso rum é fabricado.

7- Jamaica

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O rum jamaicano é famoso por ter um gosto mais forte e um alto teor de álcool, mas vai além disso. Por lá, há uma variedade gigante de rum em todas as cores e para todos os gostos. A bebida é tão tradicional que faz parte da cultural local, sendo utilizada em rituais para espantar espíritos indesejados ou como remédio para gripe.


Divirta-se com o estilo de vida descontraído do povo bajan
Comentários Comente

Marcio Moraes

Meu amigo,

Barbados é sensacional. Claro, uma ilha do Caribe não teria um adjetivo diferente. Além dos vários tons de azul que colorem as águas do País, esse destino é repleto de curiosidades e atrações únicas que valem a visita, a começar pelo fato de que o arquipélago tem apenas 432 quilômetros quadrados, sendo 34 km de comprimento e 23 km de largura, um pouco menos ainda que Florianópolis, a capital insular do estado de Santa Catarina.

Foto: Shutterstock/Denis Burdinbarb07

 

Habitada por índios Arawak e Carib durante o século 13, em 1627 a ilha foi descoberta por ingleses que montaram ali uma colônia. Desde então, o País viveu sob o domínio dos britânicos e só ganhou a independência em 1966.

Foto: Shutterstock/Filip Fuxa
barb04

 

O povo barbadiano é alegre e receptivo, identificado como bajan, nome dado à informal mistura do inglês com a língua creole usada pelos habitantes da ilha. Hoje, no entanto, essa expressão simboliza também o estilo de vida descontraído dos locais.

Foto: Shutterstock/Oscar C. Williamsbarb08

 

Com uma cultura forte e colorida, Barbados é uma joia cultural, onde a música é uma das principais atrações. Além dos ritmos internacionais, os estilos que fazem sucesso na região são a soca, o calipso e o spouge.

Foto: Shutterstock/Andrey Gontarevbarb03

 

A famosa grapefruit, ou toranja, surgiu em Barbados por um cruzamento entre a laranjeira da Índia e a laranja-lima.

Foto: Shutterstock/Viktar Malyshchytsbarb01

 

Um dos principais pontos turísticos é o Moinho Morgan Lewis, um dos únicos que sobraram e o mais preservado de todo o Caribe.

Foto: Shutterstock/V. J. Matthewbarb02

Mas, como em quase todos os países caribenhos, as praias merecem destaque, principalmente a Praia de Crane com sua areia branca e água com tons azuis. O mar agitado e o difícil acesso são recompensados pelo maravilhoso visual.

Foto: Shutterstock/martiniquebarb06

Nessa praia também está localizado um dos melhores hotéis do país: o gigante The Crane. Lá, você pode escolher entre suítes com vista para o mar, para os jardins do Park ou até acomodações em residências históricas, algumas com paredes feitas de pedras de corais com mais de 200 anos de idade.

Entre as atividades de lazer, o resort oferece serviços de spa, cruzeiros, piscinas e muitos mais, complementados pelos seis restaurantes e bares do complexo, que oferecem alta gastronomia internacional, como as cozinhas asiática, italiana, entre outras. Você não vai se arrepender!

www.thecrane.com

Fotos: DivulgaçãoTwo Bedroom Garden Pool

Residences by the Sea - 28ft

Crane 74

Pool Complex by dawn

Se você quer conhecer o Caribe, Barbados não pode ficar fora do seu roteiro!
Um abraço!


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>