menu
Topo
Blog do Marcio Moraes

Blog do Marcio Moraes

Histórico

As 10 melhores cidades para os amantes de arquitetura

Marcio Moraes

27/08/2018 08h00

Uma cidade pode ser moldada por muitas coisas, sua cena gastronômica, por exemplo, ou a abundância de opções de compras. Mas talvez nada possa definir um local tão distintamente quanto sua arquitetura.

Seja através de um planeamento urbano ponderado ou de uma adaptação aos movimentos culturais, o design visual de uma cidade pode transportá-lo ao tempo, ao mesmo tempo em que o coloca num local muito específico.

O Companhia de Viagem separou as 10 melhores cidades do mundo para arquitetura, de Brasília a Budapeste. Esta galeria foi originalmente publicada em 2013.

São Petersburgo, Rússia

O movimento rococó surgiu no século XVIII na França como uma maneira de lutar contra o estilo barroco estrito e simétrico que surgiu antes dele. Embora ambos os movimentos sejam conhecidos por seus estilos de arquitetura ricamente decorados, o rococó tem elementos próprios: pense em curvas, cores pálidas e temas seculares e alegres. O estilo fez o seu caminho através da Europa, onde encontrou o favor das mulheres governantes em São Petersburgo. O Palácio de Catarina (encomendado por Catarina I e ampliado por sua filha, a Imperatriz Elizabeth) é de longe o exemplo mais famoso da região.

Foto: iStock

Brasília, Brasil

Quando Juscelino Kubitschek se tornou presidente do Brasil em 1956, ele estabeleceu um plano para construir uma nova capital no centro árido do país – e assim nasceu Brasília. Ele contratou o arquiteto Oscar Niemeyer para ajudar no projeto; dentro de alguns meses, Niemeyer projetou prédios residenciais, comerciais e governamentais para a nova cidade. Entre eles, destacam-se o Congresso Nacional do Brasil, a Catedral de Brasília, a residência do Presidente e a Procuradoria Geral da República. Os edifícios – definidos pelas linhas dinâmicas, uso de materiais como concreto e vidro, e contrastes nítidos típicos do Futurismo (um ramo do Modernismo) – dão à capital do Brasil um verdadeiro sentido de unidade estética.

Foto: iStock

Atenas, Grécia

Visitar a arquitetura e as ruínas de renome mundial em Atenas é como dar um passo atrás no tempo para a Grécia antiga, onde o trabalho em pedra remonta a 400 aC, templos são sustentados por colunas centenárias e esculturas de divindades são um avistamento comum. Para obter exemplos perfeitos da arquitetura clássica, visite o Templo de Hefesto, o Templo de Zeus Olímpico ou o icônico Parthenon.

Foto: iStock

Budapeste, Hungria

Art Nouveau entrou em moda em Budapeste no final do século 19 ao início do século 20, e a cidade continua sendo um dos melhores lugares para se ver o estilo arquitetônico atual. É possível encontrar formas curvas, formas orgânicas, uso de ferro e vidro e floreios coloridos em todo este trecho do Danúbio, incluindo o Palácio Gresham, o Hotel Gellért e spas, o Museu de Artes Aplicadas e o Jardim Zoológico e Botânico de Budapeste.

Foto: iStock

Roma, Itália

Os romanos eram conhecidos por serem grandes inovadores, por isso não é de surpreender que a cidade de Roma tenha exemplificado e adaptado a praticamente todos os estilos arquitetônicos desde o antigo movimento Clássico (Românico, Gótico, Renascentista – o nome dele). Hoje, a cidade é um dos maiores centros da arquitetura barroca do século XVII, conhecida por sua grandiosidade, opulência e contraste entre luz e sombra. Visite a Praça de São Pedro, Santi Luca e Martina, ou a Fontana di Trevi para ver o estilo dramático em pessoa.

Foto: iStock

Hanói, Vietnã

Como o nome sugere, o French Colonial é um estilo de arquitetura usado pelos franceses durante a colonização. O estilo é especialmente proeminente no Sudeste Asiático, como exemplificado pelos prédios do início do século XX em Hanói. Exemplos notáveis incluem o Palácio Presidencial (concluído em 1906) e a Ópera de Hanói (na foto, concluída em 1911), duas lembranças amarelas e ornamentadas do domínio francês no Vietnã.

Foto: iStock

Miami, Flórida

Talvez o mais icônico desta lista, o Distrito Histórico de Miami Beach compreende a maior coleção de arquitetura Art Déco do mundo. Para transformar Miami em um destino turístico ultramoderno e de luxo durante os anos 1920 e 1930, os arquitetos adotaram os padrões simétricos e geométricos de Deco, motivos florais e animais e cores pastel para invocar fluidez e movimento, que são sinônimos da cidade hoje.

Foto: iStock

Mason City, Iowa

Inspirada no terreno plano e no céu aberto do Centro-Oeste, a Wright's Prairie School foi definida por linhas horizontais, perfis baixos, iluminação natural e um fluxo ininterrupto dentro e entre espaços interiores e exteriores. Ele usou este estilo ao projetar o Park Inn Hotel em 1910 e G.C. A casa de Stockman em 1908; vizinhos (e alguns arquitetos imitadores) seguiram o exemplo, e é por isso que esta pequena cidade de Iowa tem uma das maiores coleções de casas no estilo das pradarias do mundo.

Foto: iStock

Tel Aviv, Israel

Reconhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO, a "Cidade Branca" de Tel Aviv contém 4.000 edifícios de estilo internacional, muitos dos quais foram construídos nos anos 1930 e 1940. Para acomodar o fluxo de imigrantes judeus que fogem da Europa, arquitetos alemães treinados pela Bauhaus integraram as técnicas de construção funcional e acessível do estilo moderno com linhas curvas e uma cor adequada ao clima mediterrâneo para criar uma cidade habitável junto ao mar.

Foto: iStock

Barcelona, Espanha

Seguindo as pistas das modernas técnicas góticas e orientais, o arquiteto catalão Antoni Gaudí, do início do século XIX, queria criar espaços orgânicos e urbanos na cidade que amava. Uma caminhada ao redor de Barcelona leva você através da maior concentração de seus famosos mosaicos de cerâmica e vitrais, bem como suas alvenarias onduladas e trabalhos em ferro, que incluem o Parque Güell e culminam em sua inacabada obra-prima La Sagrada Família.

Foto: iStock

E aí, o que achou dessas construções incríveis? Compartilhe o texto com seus amigos e comente o que achou!

Quer mais dicas de viagem? Assista ao Companhia de Viagem aos domingos, às 19h30, na Record News.

 

SOBRE O BLOG

Para viajar sem sair de casa. O blog do Marcio Moraes apresenta lugares fascinantes para inspirar o imaginário do viajante. Por meio de dicas, o leitor viverá as melhores experiências dos destinos com restaurantes, hot spots e listas capazes de ampliar horizontes. Que tal entrar em contato com novas culturas e desbravar pelo mundo em um clique? Embarque nessa viagem!